kar(ma)toon

Bom Karma... ou não!

segunda-feira, maio 04, 2009

IRRA!!!


Há alguma coisa boa em "X-Men: Origins"? Há. Uma. Um plano de um segundo em que vemos o recém criado Wolverine a sair da banheira. Dito assim parece pouco ou até ridículo, mas é mais do que uma simples banheira, na verdade. Mas é o que se safa do filme, um segundinho bem apanhado e pronto.
Ou seja, é o pior filme dos últimos cinco anos, mas assim sem dúvida nenhuma. É talvez a maior desgraça feita a uma personagem da banda desenhada, e uma terrível mutilação da sua história. Wolverine, a personagem que Hugh Jackman veste como ninguém, diga-se, é uma das mais ricas e interessantes personagens da Marvel e aquela cuja história de vida - envolvida em constantes e indesvendáveis segredos - foi melhor explorada nas páginas das revistas de quadradinhos. As origens de Logan/Wolverine resultaram em algumas das melhores histórias da editora americana, e eram nitidamente telegénicas o suficiente para passar rapidamente ao cinema. A coisa demorou, no entanto, e só o sucesso da trilogia dos X-Men abriu portas à realização de uma longa metragem dedicada ao herói com o pior feitio de todos.

E tudo foi por água abaixo. O filme é mais um daqueles casos de um objecto que tem urgentemente de ser feito, não importa como. Cede-se tudo em nome dos interesses económicos e mercantilistas e arruina-se uma matéria-prima absolutamente brilhante. Um argumento genial, um actor nascido para desempenhar o papel e a fama de uma trilogia anterior que, servindo de base, tinha criado as condições para a garantia do sucesso. Tudo para o lixo. Este filme é piroso, ridículo, mal filmado, mal interpretado; os efeitos especiais são bacocos e evidentes, o argumento foi cortado, costurado, distorcido e alterado quase até à morte. Passa-se uma primeira parte da história de Logan em fast forward e em jeito de introdução, sem se ter percebido sequer que essa era de facto aquela em que se devia ter apostado. Segue-se o genérico, também em ritmo de resumo dos acontecimentos e para não perder muito tempo, e avança-se logo para o que interessa; o que faz ganhar dinheiro nas bilheteiras e que alegra os boçais: a porrada. E acabou-se o filme ainda antes de ter começado.

É tudo tão inacreditavelmente mau que nem sei como escrever. Só vendo. Poses ridículas, diálogos tão pirosos que envergonhariam o pior dos filmes indianos e um conjunto de personagens criadas somente para dar colorido à coisa e para servirem essencialmente de carne para canhão. Porque houve claramente o medo de que os fâs da trilogia X-Men, habituados a tantos heróis e personagens estranhas, não gostassem de um filme basicamente sobre um homem diferente dos outros. E acaba por ser fácil meter à pressão personagens que nunca existiram e outras que nem sequer fazem parte da cronologia dos acontecimentos.
O filme é produzido por Hugh Jackman, o que só deixa no ar o cheiro nauseabundo de dinheiro, mas o mais preocupante é que este assassinato, esta carnificina, foi autorizada, comercializada e paga pela própria editora que criou Wolverine, a Marvel.
Esperemos que o título do filme, "origins", não signifique que outros capítulos possam já estar a ser planeados...

3 Comments:

  • At 16:29, Blogger nikki said…

    porque é q sempre q eu gosto de um filme tu detestas??
    XD

     
  • At 18:14, Blogger karmatoon said…

    Caraças, boa pergunta...

     
  • At 18:14, Blogger karmatoon said…

    Este comentário foi removido pelo autor.

     

Enviar um comentário

<< Home