kar(ma)toon

Bom Karma... ou não!

segunda-feira, março 03, 2008

FANTASPORTO' 08


Começou a sessão competitiva e logo apareceu a verdadeira qualidade deste festival. A primeira semana acabou por ser uma massiva maratona de encher chouriços, repleta de filmes mais ou menos desinteressantes. A mudança foi notória e logo com os dois primeiros filmes da noite de sexta.

"The Band's Visit", realizado por Eran Kolirin, é uma produção repartida entre EUA, Israel e França, e conta a viagem de uma banda da polícia egípcia a Israel para actuar na inauguração de um centro de cultura árabe. O filme é uma pequena delícia de ingenuidade, que retrata de uma forma absolutamente doce as relações espontâneas entre dois povos que à partida não conseguiriam sequer manter uma conversa. O filme tem um coração enorme e essa característica cria situações cómicas irresistíveis, ao mesmo tempo que enternece o espectador.
Os actores são de uma dignidade rara os dias que correm, e entregam-se ao filme de corpo e alma. Colectivamente estão todos irrepreensíveis, mas justiça seja feita, merecem destaque Ronit Elkabetz, no papel de Dina, a mulher que decide ajudar o grupo de egípcios perdido na paisagem árida da fronteira israelita, e, acima de todos, Sasson Gabai, o coronel lider da banda. O israelita tem uma interpretação notável, contida sempre em poupança de trejeitos e capaz de comover o mais impedernido dos machos. Merece o prémio de melhor actor, e digo-o mesmo com o festival a meio.

Logo a seguir, "El Orfanato", de Juan Antonio Bayona, deu o mote para o início também dos filmes mais à Fantasporto, ou seja, dos saltos na cadeira, dos arrepios na base da nuca e do aumento exponencial do ritmo cardíaco. "El Orfanato" foi a escolha espanhola para concorrer ao Oscar para melhor filme estrangeiro, e diga-se que, apesar de não ser o tipo de obra que a academia alguma vez escolheria para conquistar esse prémio, é um trabalho notável. Produzido pelo Guillermo Del Toro do "Labirinto del Fauno", o filme é conta uma história de fantasmas, é certo, mas com um twist final cruelmente real e digno de um episódio da Quinta Dimensão. Belén Rueda, a personagem principal e em torno da qual toda a história se desenrola, tem um papel fenomenal e consegue transmitir a um filme de ficção o realismo comovente de uma mulher que luta com todas as forças para encontrar o filho, misteriosamente desaparecidoe é desde já a favorita para levar para casa o prémio de melhor actriz do Fantas. É provável que "El Orfanato" tenha estreia em Portugal, por isso, estejam atentos.








Etiquetas:

3 Comments:

  • At 17:47, Blogger pinkpoetrysoul said…

    eu fui ver o "El Orfanato" mas não te vi na sala:P um filme excelente! Adorei :) beijinho.

     
  • At 19:41, Blogger bazulinha said…

    Mas nós estavamos lá, só que do lado esquerdo!

     
  • At 22:00, Blogger pinkpoetrysoul said…

    ah..eu fui para cima..porque quando cheguei os lugares de baixo já estavam todos ocupados :)

     

Enviar um comentário

<< Home